Trânsito de São Paulo - Ao Vivo
Av. Paulista - SP
Fonte: Radar - G1 - Globo.com
Câmera - DER-SP
Trânsito de São Paulo - Ao Vivo
Raposo Tavares - Km 17 - São Paulo --> Cotia
Fonte: DER - SP
Câmera - DER-SP
Trânsito de São Paulo - Ao Vivo
Estrada dos Tamoios - Km 81,00 - Caraguatatuba --> São José dos Campos
Fonte: DER - SP
Câmera - DER-SP
Trânsito de São Paulo - Ao Vivo
Padre Manoel da Nobrega - Km 292,30 - Praia Grande --> São Paulo
Fonte: DER - SP
Câmera - Prefeitura Praia Grande - SP
Trânsito de Praia Grande - Ao Vivo
Praia Grande - SP
Fonte: Prefeitura - Praia Grande - SP

Rodoanel - São Paulo

O Rodoanel Mário Covas (SP-21), também conhecido como Rodoanel Metropolitano de São Paulo ou simplesmente Rodoanel, é uma autoestrada de aproximadamente 180 quilômetros, duas pistas e seis faixas de rodagem que está sendo construída em torno do centro da Região Metropolitana de São Paulo, com a finalidade de aliviar o intenso tráfego de caminhões oriundos do interior do estado e das diversas regiões do país e que hoje cruzam as duas vias urbanas marginais da cidade (Pinheiros e Tietê), que provoca uma grave situação de congestionamento urbano.


Mapa completo e atualizado do Rodoanel Mario Covas - São Paulo

clique nas imagens para aumentar o zoom





É prevista como uma rodovia de acesso restrito, com largas faixas vazias ou a serem preenchidas com arvoredos nas proximidades de áreas residenciais no seu entorno visando evitar a ocupação das áreas lindeiras. Não obstante, a simples presença do Rodoanel provocou um intenso movimento de especulação imobiliária nessas regiões. Sua execução foi dividida em quatro trechos, Oeste, Sul, Leste e Norte. Mais de 50% da via foi entregue até o momento compreendendo os trechos Oeste e Sul. O trecho Leste está previsto para 2014 e o trecho Norte para 2016.
Atualmente, liga a cidade de São Paulo, e alguns municípios da Região Metropolitana, como: Santana de Parnaíba, Barueri, Carapicuíba, Osasco, Cotia, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires, e Mauá. Quando os trechos Leste e Norte estiverem concluídos ligará também as cidades de Poá, Suzano, Itaquaquecetuba, Arujá e Guarulhos.

Trecho Oeste 

O Trecho Oeste beneficia diretamente os municípios de Taboão da Serra, Embu, Cotia, Osasco, Carapicuíba, Barueri e Santana do Parnaíba. Agiliza o transporte de cargas que vêm do sul do país com destino a São Paulo e do centro-oeste para o Porto de Santos. 
Extensão: 32 km



Trecho Sul 

O Trecho Sul chega até o sistema Anchieta-Imigrantes, facilitando o transporte e o escoamento de cargas pelo Porto de Santos. Como a rodovia atravessa a região de mananciais das represas Billings e Guarapiranga, o projeto foi desenvolvido minimizando os riscos de contaminação.
Extensão: 57 km



Trecho Leste 

O Trecho Leste interligará as rodovias SP 66, Ayrton Senna e Dutra. Beneficiará os municípios de Mauá, Ribeirão Pires, Suzano, Poá, Itaquaquecetuba, e Arujá. 
Extensão: 43,5 km



Trecho Norte  

O Trecho Norte interligará o Aeroporto Internacional de Guarulhos com a Rodovia Fernão Dias, na zona norte da capital.
Extensão estimada: 44 km




Rodovias Interligadas

Anhanguera, Bandeirantes, Castello Branco, Raposo Tavares, Régis Bittencourt, Imigrantres, Anchieta, Ayrton Senna, Dutra e Fernão Dias.